Empreenda Com que finalidade serve O Coach E Saiba Escolher Um Prazeroso Profissional

Ivan Moré se tornou um dos apresentadores mais carismáticos da Televisão brasileira. Aplica a dose certa de excelente humor no noticiário esportivo. Há quase duas décadas pela Globo, o jornalista de 41 anos encara nesta hora um novo desafio: enfrentar plateias interessadas em vê-lo dissertar sobre isto tuas experiências de vida e os conhecimentos profissionais.

Advertisement

Em entrevista ao blog, Moré comenta também o trabalho em emissoras do interior e as melhores lembranças de Copas do Universo. Consolidado como apresentador, você sente saudade da época de repórter, quando fazia externa cada dia num lugar contrário? Olhe Os sete Pontos Que Podem Demarcar O Seu Avanço Profissional a todo o momento que há uma chance irei com o objetivo de a via fazer muitas reportagens especiais. O quadro Carona do GE (no qual o jornalista acompanha um esportista em seu automóvel) é uma marca registrada do programa desde 2009 e ainda hoje faz sucesso. Bem como levamos ao ar uma série todo fim de ano com super atletas.

É o quadro ‘Os Foras de Série’. Não só faço a elaboração, assim como também pratico a modalidade do atleta entrevistado. Leia A Transcrição Da Entrevista De Benjamin Steinbruch Ao UOL E à Folha , o nadador Cesar Cielo, o Serginho do Vôlei e inúmeras novas personalidades do esporte neste momento participaram. Até regressar ao comando do Globo Esporte, você trabalhou em numerosas afiliadas da Globo.

Advertisement

Como foi essa experiência em emissoras pequenos? Trabalhei em 3 afiliadas: Paranavaí (no Paraná), Jundiaí e Sorocaba (ambas no interior paulista). Essa experiência foi fundamental pela minha formação. Me ajudou a entender o jornalismo de maneira mais ampla. Tive a oportunidade de aprender a atuar em todos os setores. Fiz matérias de economia, saúde, política, entretenimento e reportagens factuais, e também séries especiais. Sem Memória, Homem ‘invisível’ Briga Há 8 Anos Por Moradia E Emprego um Prêmio de Melhor Reportagem e fui entender os canais de Televisão e rádio Deutsche Welle, na Alemanha.

O aprendizado no interior foi um grande alicerce no começo da minha carreira. Durante o Mundial da Rússia, você comandou o SporTV News Copa. Quais tuas lembranças mais antigas em ligação à Copa do Universo? O pênalti perdido por Zico contra a França pela Copa de 86. Os cabelos brancos não escondem minha idade (risos).

Advertisement

E claro, as boas recordações da dupla de ataque Romário e Bebeto pela copa de 94, com o histórico grito do Galvão Bueno: “É tetraaaa! Muitos apresentadores, como Tiago Leifert e Fátima Bernardes, fizeram a alteração do jornalismo para o entretenimento. Você se vê em movimento idêntico no futuro? O simples fato de comandar o Globo Esporte em SP, superior e mais essencial praça da Televisão Globo no Brasil, neste momento é um estímulo diário. Tenho que me desenrolar pra diariamente inovar e entregar alguma coisa muito bem-feito pra um telespectador exigente.

Share This Story

Get our newsletter